Home / Cabo Verde / Opinião: ORLANDO BALA…DE MAIS FAZ MAL por Carlos Tavares

Opinião: ORLANDO BALA…DE MAIS FAZ MAL por Carlos Tavares


carlos tavares

Carlos Tavares

Mas que falta de respeito para com o povo da Brava!!!Três anos a navegar num barco sem rumo, aparece mais uma vez, de forma descarada, o Presidente da Câmara da Brava, na sua habitual mensagem de Natal, com às suas falácias de sempre.

 

Por isso, cabe a mim um amigo incondicional do povo da Brava, recordar-lhe algumas das suas peripécias e desmandos a que tem votado esta ilha magnânima. O Sr. Devia ter mais respeito por esta ilha que o viu nascer e este povo que o elegeu;

Aquando das eleições municipais de 2012, em que o cidadão Orlando Bala, era um dos candidatos à Câmara Municipal da Brava, num artigo de opinião, alertei aos bravenses, da sua incompetência na administração do município. E caso ele venha a ser eleito, quem iria sofrer as consequências directa da sua desgovernação, seria a maravilhosa população da ilha das flores, ilha essa, que por ironia do destino é a mais desprotegida pela natureza.

 

orlando-balla-bravaDias depois, pela mesma via, humildemente viria a reconhecer algumas falhas, fazer meia culpa desculpando-me de forma frontal e directa, pelo erro cometido, em fazer fé de informações inacabadas prestadas, na ocasião, por uma fonte, que apresentou parte da ocorrência, ocultando o desfecho final, por sinal, a mais importante, que foi a sentença proferida pela autoridade competente, o tribunal, ilibando o réu do crime que lhe era imputado.

 

Porém, como amigo da ilha Brava, venho acompanhando a gestão do edil bravense, desde a sua eleição em 2012 e gostaria de compartir convosco, e, especialmente com os meus conterrâneos  da ilha das flores que tanto prezo e admiro, a minha modesta opinião em relação à sua administração. Quanto a mim, o Presidente da Câmara Municipal da Brava tem metido os pés pelas mãos em tudo o que faz naquele município. Tem tido um desempenho desastroso e estando já, praticamente no final de mandato, não consegue ostentar uma única realização aos munícipes, a não ser queixumes, lamúrias e desculpas. Demais faz mal!

 

Uma outra questão que apoquenta a população da Brava residente, é saber por onde anda o seu Presidente e a fazer o quê. Da mesma forma aflige os nossos patrícios da Ilha das Flores cá nos EUA que questionam por onde anda o Presidente do município da Brava, aqui nos EUA? Em missão de serviço?

 

È verdade, que no passado pedi desculpas ao Sr. Orlando Bala, por imprecisão de alguns factos narrados. Mas deste artigo, posso garantir aos meus estimados leitores que não tirarei uma vírgula sequer, pois tive a prudência de me munir de evidências documentais que serão apresentadas aos leitores e quiçá às autoridades, oportunamente. De acordo com as provas que desponho, o Edil bravense tem apoiado em medidas demagógicas como a que tomou dispensando o seu salário, para deitar areia nos olhos dos cabo-verdianos. Esta acção do Sr. Presidente, não passou de charme, porque o que ele entrega com uma mão tira com a outra. Ele faz precisamente o contrário do que apregoa. Enquanto diz que o seu município é carente de recursos financeiros mostra na prática ser um edil despesista. Felizmente que eximiu dos seus honorários, pois de outra forma a situação financeira camarária seria mais desastrosa ainda.

 

De certeza que o Sr. Orlando Bala, ao ler este meu artigo vai ficar estupefacto e a interrogar de onde consegui os documentos que juro possuir. Mas, para os ventoinhas isso não deve constituir surpresas. Talvez o azar do Bala é ter coabitado muito pouco com o pessoal de direcção dos rabentolas. Porque a prática nos diz que eles usam e abusam das pessoas enquanto elas se mostrarem úteis, depois disso transformam-nas em bodes expiatórios, para depois jogá-las às feras para serem devoradas. Nesse partido todas são guardanapos.

 

Sr. Presidente da Ilha das Flores, a sua última visita aos Estados Unidos foi a gota de água que transbordou o copo, porquanto os bravenses acompanhou-o a par e passo o que veio fazer aqui. Há quem pergunte o porque de tantas visitas aos EUA?  Ultrapassando de longe, em média, as do presidente cessante em doze (12) anos que era muito criticado na altura, por essa postura. Só para se ter uma ideia. Em dois anos, o actual presidente da Câmara Municipal da Brava já viajou cinco (5) vezes para a terra do Tio Sam! Mesmo que essas viagens fossem custeadas por si, prejudica o seu desempenho enquanto edil de um município com muitos problemas como o seu! Ou será que a sua edilidade é governada a partir da América do Norte?

 

Caros conterrâneos, a minha indignação com a postura deste vosso presidente tem a ver com o bem-estar dos bravenses e do desenvolvimento da Brava, tendo em conta as promessas feitas no decorrer das campanhas eleitorais e que ainda não concretizou nenhuma e nem dá sinais de os vir a realizar, escudando-se sempre em cofre vazio. Ou será que ao concorrer não conhecia a realidade da Brava? Não conhecia a situação da edilidade no que diz respeito à sua situação financeira? E as denúncias feitas por ele durante o pleito eleitoral eram só conversa? Convenhamos, os políticos e os pseudos políticos devem estar cientes que o povo cabo-verdiano já não se deixa enganar.

 

Ponha a mão que te ajudarei

Tenho na minha posse, cópia de um vídeo gravado, a primeiro de Novembro, numa das festas particulares organizada anualmente por um grupo de amigos da ilha das Flores, onde durante a sua intervenção enumera um leque de projectos e obras que iria levar a cabo no seu concelho. Só que até ao momento, nem fumo nem mandado, não passa de rezas para boi dormir, não passa de “xuxadera” com esse povo, porque nem sequer estudos, mormente projectos existem. Ou será que vossa excelência não sabe que para executar obras são preciso fazer estudos, elaborar projectos e arranjar financiamentos? Por isso é que se elege presidentes de câmaras, de outro modo, seriam nomeados. A política de estender a mão e ficar a espera que o poder central dê tudo, com este governo não existe e nem existem presidentes filhos e presidente enteados. Com este governo cada um tem que cumprir com as suas obrigações. Prevalecendo a frase bíblica, “ ponha a mão que te ajudarei”.

 

Porque dessa estratégia falhada

Senhor presidente, para seu conhecimento, aliás, penso que estou a chover no molhado, se levar em conta as denuncias que fez durante as campanhas eleitorais que o elegeu. Estou em crer que o senhor é conhecedor do estado financeiro do município da Brava, que não é diferente dos demais concelhos do país, com raras excepções, cofres vazios e dívidas em caixa. Por isso, passados três anos da sua gestão, com todas as mudanças por si feitas o barco continua a afundar. O senhor tem que dizer aos munícipes o porque dessa estratégia falhada. Aconselho-o a não ter medo, mudar de rumo e procurar o norte, porque se continuar com esta política despesista de gastar o que não tem, só o levará ao caos.

 

Se estou enganado que me corrija

Com um simples cálculo aritmético se poderá entender, que um senhor que passa a vida a choramingar falta de recursos para tudo, não pode dar ao luxo de gastar cerca de 5 mil dólares em cada viagem que faz para visitar amigos e familiares nos EUA. Se estou enganado que me corrija, ou melhor que anuncie os resultados em donativos/protocolos que leva na bagagem ou enumerar as autoridades municipais e/ou políticas da Nova Inglaterra ou de Rhode Island com quem avistou durante a sua estada.

 

Sr. Presidente, tenha dó dos seus conterrâneos, pois ainda está a tempo de deixar de pensar no seu umbigo e dar mais atenção a ilha Brava e à sua população.

 

Tenho dito,

Carlos Tavares –21/12/2015

brava-1of2 brava-2of2

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: