Home / Cabo Verde / Governo de Angola formaliza entrega de 408 toneladas de donativos a favor dos desalojados

Governo de Angola formaliza entrega de 408 toneladas de donativos a favor dos desalojados


São Filipe, 05 Jan (Inforpress) – O Governo de Angola procedeu hoje, na cidade de São Filipe, Fogo, à entrega formal das 408 toneladas de donativos, entre os quais materiais de construções e bens alimentares a favor dos desalojados de Chã das Caldeiras.

angola_doa

Embaixadora de Angola em Cabo Verde, Josefa Coelho da Cruz, na presença da secretária de Estados dos Negócios Estrangeiros, Maria Jesus Miranda

 

O acto foi formalizado pela embaixadora de Angola em Cabo Verde, Josefa Coelho da Cruz, na presença da secretária de Estados dos Negócios Estrangeiros, Maria Jesus Miranda, e dos autarcas da ilha.

Os materiais, que desde sábado estão na ilha do Fogo, transportados pelo navio “Rio M´bridge”, constituem, segundo a embaixadora, a segunda fase de ajuda disponibilizada por aquele país lusófono a favor das vítimas da erupção vulcânica iniciada a 23 de Novembro.

“Logo que o executivo de Cabo Verde solicitou essa ajuda, enviou uma lista das necessidades e é com base nesta lista que o Presidente da República criou uma Comissão de Crise Multissectorial para se ocupar da questão e a mesma foi também incumbida de trabalhar num plano operacional de ajuda humanitária que compôs esse lote de donativos”, explicou Josefa Coelho da Cruz.

Já numa primeira fase o Governo Angolano disponibilizou os bens de primeira necessidade e artigos de emergência.

As 408 toneladas de materiais começaram hoje a ser desembarcadas no Vale dos Cavaleiros. Ao todo, são 19 contentores, sendo 11 de 40 pés e oito de 20 pés, que trouxeram madeira, cimento, ferro e outros matérias necessários à construção de habitações, assim como bens alimentares.

Um outro lote de materiais encontra-se em Angola pronto para ser transportado para Cabo Verde, algo que, segundo a diplomata, deverá acontecer assim que o navio “Rio M´bridge regressar à Angola.

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros, Maria Jesus Miranda, agradeceu o gesto de Angola, que conforme frisou, “representa muito” para o país e para ilha do Fogo, de forma particular.

“Estamos a assistir o desembarque de materiais que é precisamente para a fase da reconstrução e para permitir que as pessoas regressem à sua vida normal e integrar-se dos pontos de vista habitacional e economicamente”, enfatizou a governante.

Maria Jesus Miranda destacou todo o apoio da comunidade internacional nesse momento difícil para o país.

“Há vários apoios concretizados, há vários apoios anunciados. Nós podemos dizer que, do ponto de vista das necessidades e das perspectivas do futuro imediatas, a comunidade internacional tem respondido muito bem”, disse apontando para outros apoios designadamente da União Europeia, da CEDEAO, da União Africana, das Nações Unidas, de Timor-Leste entre outros países e organizações amigas.

A erupção vulcânica iniciada a 23 de Novembro de 2014 deixou desalojadas mais de um milhar de habitantes de Chã das Caldeiras.

MJB

Inforpress/Fim

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: