Home / Blogs / An Unholy War: Israel vs Palestine – Uma Guerra Não Sagrada

An Unholy War: Israel vs Palestine – Uma Guerra Não Sagrada


Uma Guerra Não Sagrada

gaza_war_sceneOs terrenos ocupados da Palestina e Israel são países tristes nos dias de hoje.

Com o fracassado processo de paz que decorreu há vários meses, as mortes de três adolescentes Judeus e a imolação de um rapaz Palestiniano, a Terra Santa parece ter chegado à beira da catástrofe.

Mortes feitas por mãos do homem, especialmente as mortes de jovens, nunca devem ser desculpadas, não obstante a finalidade.

No entanto, o caos que temos visto nos últimos dias, tem sido atribuído aos Palestinianos. O Primeiro Ministro de Isarel, Benjamin Netanyahu até chegou ao ponto de culpar a Autoridade Palestiniana, uma entidade moderada e fraca, de ter iniciado a crise porque os raptores, que ainda estão por identificar ou encontrar, julga-se serem Palestinianos.

Tal acusação se tivesse sido feita contra Israel iria ser recebida como anedota. Os Palestinianos deparam-se com tal violência diariamente vinda do governo Israelita, enquanto forças Israelitas preparam-se para uma incursão no terreno, quase duas centenas de Palestinianos já morreram em gaza.

A postura de falcão do presente governo do partido Likud de Israel necessita terminar e ambos os lados têm que se aproximar um ao outro, como iguais. Não somente como iguais, mas também como humanos. Sem isso, todos os esforços de paz serão em vão.

Rezamos por aqueles que sofrem as consequências desses atos naquela area do mundo.

@Spinola64

 

An Unholy War

The lands of Occupied Palestine and Israel are sad places to be these days.

With the failure of the peace process several months ago, the deaths of three teenage Jews and the immolation of a teenage Palestinian boy appear to have brought the Holy Land to the brink of catastrophe.

Death at the hands of man, especially those of young people, is never to be condoned, no matter the end.

Benjamin Betanyahu

Benjamin Betanyahu

Yet the chaos we have seen over the past week has been blamed on the Palestinians. Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu even went so far as to blame the Palestinian Authority, a rather moderate and weak entity, for touching off crisis because the kidnappers, who have yet to be identified nor found, are thought to be Palestinian.

Such an accusation going the other way against Israel would be laughed at. What is not beyond the point is that the Palestinians face such violence every day at the hands of the Israeli government. Already, as Israeli forces prepare for land incursion, more two hundred Palestinian civilians have died in Gaza.

The hawkish stance of current Likud government of Israel, under Prime Minister Netanyahu, needs to end and both sides must approach each other as equals. Not only as equals, but as humans as well. Without that, all peace efforts will amount to naught.

Our prayers go out to those in the area suffering the consequences of the acts.

 

@Spinola64

 

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: