Home / Blogs / MPD DIVIDO NOS EUA: Carlos Veiga ofereceu-se para mediar e Ulisses Correia recusou a oferta.

MPD DIVIDO NOS EUA: Carlos Veiga ofereceu-se para mediar e Ulisses Correia recusou a oferta.


Militantes do partido Movimento para Democracia, MpD, nos EUA, encontram-se divididos.

MPD_USA-dividido

 

No passado sábado, 10 de Maio, foram organizados por membros do MpD, na mesma cidade de Brockton, dois eventos paralelos: uma gala de empossamento do recém eleito coordenador, Alberto Montrond, que contou com a presença do presidente do partido, Ulisses Correia e Silva; e um jantar promovido pelos deputados eleitos pela lista do MpD e apoiantes.

mpd-montrond

As fotos ilustradas no artigo poderão comprovar a divergência existente. São fotos do jantar no restaurante Luanda e gala da no Shaws Center.

A anterior e a actual direcção recém-empossada não se entendem. Este desentendimento surgiu por altura das eleições internas para a liderança do partido.

De um lado se encontra Alberto Montrond, que de apoiante passou a ser membro e líder. De outro lado o anterior coordenador e deputado, Cândido Rodrigues, que acusa favoritismo e fraude eleitoral ao seu próprio partido.

Em emails trocados entre dirigentes do MpD, o anterior e histórico líder, Carlos Veiga, se ofereceu para mediar a divergência mas o seu sucessor e actual líder, Ulisses Correia, recusou a oferta.

De eleitos para apontados

harold_tavares

Harold Tavares

Cândido Rodrigues acusa o líder do partido, Ulisses Correia e Silva, de querer promover o jovem Harold Tavares, que se encontrava a estudar e de visita nos E.U.A., para entrar na lista de deputados do MpD nos E.U.A..

No jantar de empossamento de Alberto Montrond, realizado no salão de Shaws Center, ainda foram escolhidos os actuais membros da Comissão Política.

Após Ulisses Correia e Silva ter assumido a liderança, o MpD mudou o seu estatuto interno, tirando poder às Comissões políticas que de eleitos passaram a ser apontados. Os candidatos a deputados também passam a ser escolhidos pelo líder.

Em declarações anteriores, Cândido Rodrigues acusou a Alberto Montrond de estar a envolver-se com militantes do partido adversário, PAICV, que estiveram presentes no jantar de empossamento. Por outro lado, o actual coordenador do MpD desmente tal afirmação.

Descontentamento e Promessas

 

Algumas vozes discordantes no seio do partido têm manifestado o seu descontentamento pela ausência, na lista de apontados, de representantes doutras cidades e Estados.

mpd-crowd

Numa mensagem publicada na rede social Facebook o actual coordenador do MpD, Alberto Montrond, prometeu “criar nove secções de zona como em Boston, Brockton, Amherst, New Bedford, Providence, Bridgeport, Yonkers, Florida, Sacramento, e Toronto” e que “cada uma destas secções será formada pelos coordenadores das cidades que integram a zona e será coordenada por um dos membros da Comissão Política Concelhia, facilitando assim a articulação e o funcionamento destas estruturas em rede”.

Alberto Montrond foi o único candidato no acto eleitoral de 09 de Março. Cândido Rodrigues desistiu da corrida e Cristiano Monteiro foi impedido de concorrer pelo órgão de eleição no seio do partido.

Ausências

candido_rodrigues_crowd

Não compareceram ao jantar de empossamento vários militantes influentes do MpD tais como: Cláudio Veiga (presidente da Assembleia regional do MpD e ex-secretário de Estado na era MpD no poder); David de Oliveira (anterior coordenador do MpD pelo Estado de Rhode Island); Janine Veiga (ex-coordenadora na cidade de Brockton); Lúcio (ex-coordenador na cid

ade de New Bedford); Daniel Lobo (núcleo duro do partido); Manuel Rodrigues, Luiz de Pina, Victor Correia, ex-membro da commisao politica; Pio Monteiro, entre outros fundadores, simpatizantes e influentes membros de base do partido.

Algumas dessas figuram encontravam-se presentes no jantar promovido pelo grupo dos deputados.

O jantar paralelo dos Deputados

 

Do único lugar de deputado pelas Américas, o MpD nos E.U.A. tem optado pelo sistema rotativo entre os quatro elementos da lista para participar nas sessões da Assembleia Nacional em Cabo Verde.

Da lista constam como deputado titular Cândido Rodrigues e suplentes Cristiano Rodrigues, Rosendo Brito e Mayra Silva. O seu mandato termina em 2016.

Na tarde do mesmo dia, 10, alguns destes elementos participaram no Fórum promovido no lar de idosos, na cidade de Brockton, para debater sobre os problemas que afligem a comunidade local, particularmente a criminalidade.

De referir que o deputado Cândido Rodrigues tinha anunciado que não pretende se recandidatar a um próximo mandato por incompatibilidade com a sua vida profissional e familiar.

 

Por: Pedro Chantre

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: