Home / Blogs / FESTA DE S.FILIPE: PORQUÊ BILL CARPENTER E NÃO MOISÉS RODRIGUES?

FESTA DE S.FILIPE: PORQUÊ BILL CARPENTER E NÃO MOISÉS RODRIGUES?


MOISES-BILL

Opinião: FESTA DE S.FILIPE: PORQUÊ BILL CARPENTER E NÃO MOISÉS RODRIGUES?


Desde sexta-feira, 25 de Abril, se encontra em Cabo Verde uma delegação chefiada pelo recém-eleito Mayor da cidade norte-americana de Brockton, Bill Carpenter, elementos do seu “staff” e alguns cabo-verdianos que o apoiaram na campanha eleitoral.

Além de participar na tradicional festa de São Filipe, na ilha do Fogo, celebrado oficialmente a 1 de Maio, consta que Bill Carpenter e delegação serão recebidos por algumas entidades cabo-verdianas.

 

Na caravana não se encontra Moisés Rodrigues, “City Councilor-at-Large”, primeiro cabo-verdiano e bilíngue recém-eleito na história da cidade.

1660762_3813261427572_1822068626_n

Moises Rodrigues

“City Councilor-at-Large” em Brockton, que é composto por quatro elementos, é o mais alto cargo na hierarquia da cidade, tem a função legislativa, fazer leis, que são implementadas pelo executivo.

 

Contudo, não se entende a ausência de Moises Rodrigues em São Filipe, sobretudo por se tratar da primeira festa pós realização da eleição que permitiu este filho da ilha do Fogo conquistar esta alta posição.

Moisés Rodrigues confidenciou que foi sondado, em última hora, para acompanhar a delegação mas, declinou o convite.

O Cônsul de Cabo Verde em Boston, Pedro Carvalho, disse ter conhecimento da viagem da delegação mas não foi um processo que passou pelo Consulado.

 

1922415_834801809880373_1165571589_n

Neste sábado, enquanto a delegação de Brockton passeava em Cabo Verde, Moisés Rodrigues recebia uma placa, reconhecimento doutra comunidade, a haitiana, da organização “South Shore Haitians United for Progress Inc., na nona sessão anual de angariação de fundos.

Diz o ditado popular que “santos de casa não fazem milagre” mas, o facto é que os promotores desta viagem, que foram cabo-verdianos, como uma das promessas de campanha, não incluiram Moises nesta missão.

 

Para algumas pessoas este tratamento não é entendível nem aceitável.

Contudo, pergunta-se: Porquê Bill Carpenter e não Moises Rodrigues?

É, certamente, uma explicação que este grupo de cabo-verdianos deve dar e fica a dever.

Em Janeiro deste ano de 2014 Moises Rodrigues esteve  em Cabo Verde em missão e conjuntamente com um grupo da Igreja Católica.

 

 Por Pedro Chantre

 

 

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: