Home / Uncategorized / Neves acusa o Governo de Cabo Verde de ser um “Governo de Santiago”

Neves acusa o Governo de Cabo Verde de ser um “Governo de Santiago”


Augusto Neves acusa Governo de canalizar todos os investimentos para Santiago Augusto Neves

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente acusa o Governo de canalizar todos os investimentos do país para a ilha de Santiago sufocando São Vicente com políticas erradas e uma severa centralização. Augusto Neves responsabiliza assim o Governo central pelo aumento considerável das taxas de desemprego na ilha do Monte Cara. “São Vicente vive um dos piores momentos da sua história orquestrado por um Governo que canaliza para Santiago todos os investimentos feitos no país, todas as cooperações – como a Luxemburguesa – foram desviadas da zona norte para Santiago e os 600 milhões de contos do Orçamento de Estado para 2013 não contemplam nenhum investimento para São Vicente”, acusa.

Neves diz que não tem intenção de inflamar o diálogo com o Governo mas não pode deixar de falar da realidade da ilha: “A Câmara vai fazendo o que pode de acordo com as suas possibilidades e, com o seu parco orçamento, continua a ser a única porta aberta aos munícipes que diariamente dirigem-se à instituição para pedir auxílio para resolver problemas habitacionais, de alimentação ou para procurar emprego”.

Apesar de acusar o Governo de Cabo Verde de ser um “Governo de Santiago”, Neves garantiu na manhã desta terça-feira, 14, em conferência de imprensa, que o diálogo com as instituições estatais melhorou consideravelmente e que tem estreitado as suas relações com o Ministro da Descentralização, Antero Veiga. “Falamos sobre o PDM, sobre os investimentos na ilha e sobretudo sobre contratos – programa que acredito ser a forma mais eficaz de resolvermos a curto prazo o problema da falta de emprego na ilha”, disse Augusto Neves.

A CMSV criou recentemente um gabinete de emprego para poder ter uma base de dados actualizada de modo a tentar enquadrar alguns jovens da ilha no mercado de trabalho, dando assim o seu contributo para reduzir a situação de desemprego na ilha.

SRR – asemana

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: