Home / Uncategorized / Hipertensão é a 1ª causa de morte em Cabo Verde

Hipertensão é a 1ª causa de morte em Cabo Verde


35% dos cabo-verdianos sofrem da hipertensão que é a 1ª causa de morte no país

  • Escrito por  Fonte: Inforpress/ExpressodasIlhas

hpA hipertensão, considerada a primeira causa de morte em Cabo Verde, atinge 35 por cento (%) dos cabo-verdianos de idade compreendida entre os 25 e 64 anos, disse hoje, na Praia, a ministra-adjunta e da Saúde.

No discurso de abertura da conferência sobre o “Estado da Arte da Abordagem à Hipertensão”, no âmbito do Dia Mundial da Saúde, 07 de Abril, Cristina Fontes Lima disse que falar na hipertensão arterial é chamar a atenção das pessoas para os desafios que se colocam ao país em matéria desta doença.
Por isso, a governante apelou aos cabo-verdianos a investirem numa vida saudável para acrescentar mais vida aos anos.

Para Cristina Fontes Lima, se a saúde é um compromisso do Estado, a responsabilidade de se manter são é de todos e cada um deve fazer o que pode para “estar em sintonia com o seu bem-estar”.

Segundo o presidente do Centro Nacional de Desenvolvimento Sanitário (CNDS), Artur Correia, além de ser um problema mundial de muita importância para a saúde pública, a hipertensão, em Cabo Verde, assume capital importância, uma vez que os dados disponíveis apontam para uma prevalência muito elevada na população.

“É um dado muito preocupante, uma vez que a hipertensão é uma das doenças de risco que tem um grande potencial preventivo. Tudo o que podemos fazer para combatê-la está nas mãos das populações e tem muito a ver com a mudança do estilo de vida”, explicou.

A hipertensão sem tratamento, de acordo com a especialista em cardiologia Irinita Soares, pode aumentar o risco de sofrer um ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência renal, cegueira, arritmia ou paragem cardíaca.

Neste caso, e para contribuir para o bem-estar das pessoas, a médica aconselhou os cabo-verdianos a comerem com pouco sal, a adoptarem hábitos saudáveis com uma alimentação equilibrada, a evitarem o excesso de álcool e de tabaco, a praticarem actividade física de forma regular e a manterem peso saudável.

A conferência realizada para saudar o Dia Mundial da Saúde teve eco, através de sessões de telemedicina, nos concelhos de São Filipe, Sal, Santo Antão e no Hospital Regional de Santiago Norte.

Este ano, o Dia Mundial da Saúde incide a sua atenção na prevenção da hipertensão, visando reduzir o número de enfartes do miocárdio e acidentes cerebrovasculares.

Entre as metas da campanha, estão a consciencialização das pessoas sobre as causas e consequências da hipertensão e o controle periódico da pressão arterial, incentivar as pessoas a modificarem os comportamentos que provoquem hipertensão e aumentar o número de centros de saúde para a realização de controlo da pressão arterial.

 

 

Facebook Comments
Print Friendly, PDF & Email
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: