Home / Uncategorized / Cabo Verde é melhor país lusófono no Índice Ibrahim de Boa Governação

Cabo Verde é melhor país lusófono no Índice Ibrahim de Boa Governação

Cabo Verde mantém o segundo lugar no índice Ibrahim de Governação Africana de 2012, que avalia factores como a educação, saúde, segurança, direitos humanos, desenvolvimento e economia de 52 países divulgado hoje.
O arquipélago somou 78,4 pontos num total de 100, ligeiramente inferior aos 79 pontos do ano anterior.

No primeiro lugar da lista de 52 países mantêm-se as ilhas Maurícias, país classificado com 82,8 pontos (81 em 2011).

Juntamente com o Botsuana (77,2 pontos), Seicheles (73,4 pontos) e África do Sul (70,7 pontos), Maurícias e Cabo Verde compõem o grupo dos primeiros cinco, enquanto no fim da tabela estão a Somália (7,2 pontos), República Democrática do Congo e Chade (32,8 pontos), Eritreia (33 pontos) e República Central Africana (33,7 pontos).

Dos outros países lusófonos, São Tomé e Príncipe e Angola subiram um lugar, para 11.º (58,5 pontos) e 40.º (44,1 pontos), respectivamente, enquanto Moçambique manteve o 21.º lugar (54,9 pontos).

O pior classificado dos países africanos de língua portuguesa é a Guiné-Bissau, que somou apenas 39,8 pontos, descendo uma posição, para o 45.º lugar.

Criado em 2007, o Índice Ibrahim de Boa Governação Africana baseia a classificação numa série de informação estatística recolhida em conjunto com instituições africanas com o objectivo de ajudar os cidadãos, autoridades públicas e outras entidades a avaliar a qualidade dos serviços e bens públicos.

De acordo com a Fundação Mo Ibrahim, homónima do milionário sudanês que a criou e responsável por este estudo, estão incluídos todos os países africanos com excepção da República do Sudão e da República do Sudão do Sul por falta de informação fragmentada por sectores.

Fonte: Agência Lusa/Expresso das Ilhas

Facebook Comments
Print Friendly, PDF & Email
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: