Home / Uncategorized / Jose Maria Neves “Estou muito triste…a política é rasa e mediocre”

Jose Maria Neves “Estou muito triste…a política é rasa e mediocre”


Em mensagem divulgada na rede social “Facebook”, o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, diz-se triste com as circunstâncias da prisão do presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde, Veríssimo Pinto

Estou muito triste. Avançamos muito em civismo, maturidade política e afirmação das instituições republicanas e da democracia. Mas há ainda segmentos onde a política é rasa e mediocre, feita na base da meledicência. Apesar de conhecer desde criança e ser amigo dos pais, só conheci o Veríssimo quando foi proposto pelo então Ministro das Finanças para presidir, ou melhor, refundar e redinamizar a Bolsa de Valores. Daí em diante, Veríssimo impõs-se pela sua inteligência, capacidade de trabalho e ousadia. Um jovem, a todos os títulos brilhante. Apoiei-o sempre, porque é meu dever promover o mérito e o empenhamento dos que laboram no quotidiano, em prol da produtividade, do crescimento, da competitividade. Não temos relações familiares e não é meu afilhado, como se tem dito e escrito por aí. Mas aprendi a admirá-lo e a ser amigo dele. Fiquei triste, muito triste com as circunstâncias da sua prisão. Espero que se faça justiça e que ela seja justa. Tivesse sido libertado, diriam logo que houve pressões sobre os Tribunais. Tendo sido legalizada a prisão, o que prova que as instituições funcionam, logo e por ter dito isso mesmo, estou a tirar o meu corpo de fora. Embora saiba que tudo isso faz parte do submundo da política, revolta-me a rapinice de alguns, sempre os mesmos, que se aproveitam de tudo para assassinar o carácter dos adversários políticos ou dos que porque tiveram sucesso por inveja não gostam. Revolta-me a forma indecorosa como alguns, sob anonimato, tem-se aproveitado para julgar na praça pública o Veríssimo, condená-lo à morte e cuidar do seu assassinato. Pelo meio, misturam alhos com bugalhos, fazem baixa política – aqui tudo é partidarizado -, e, infelizes como são, ou sobre os seus próprios cadastros, acabam por sentir-se realizados, assim mesmo, que nem aves de rapina, mastigando a carne podre e fétida da maledicência. Estou triste, muito triste. O importante é estar acima e continuar a trabalhar com decência e honestidade para servir o bem comum.

poe Jose Maria Neves

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: