Home / Columns / Democracy starts locally; get involved!

Democracy starts locally; get involved!


Democracy starts locally; get involved!

We live in the age of strongly held opinions. We live in the age of complaint. We live in the age of protest. We live in the age of diehard conservatives. We live in the age of never-say-die liberals.

We the people.

We live in the age of sitting home alone, fighting for our beliefs on Facebook. We live in the age of sitting home alone, calling talk radio to anonymously deliver our dearly held opinions.

By and large, we do not run for office. We do not vote.

Democracy is a tall plant, growing from your local town all, through the state-house, to Congress and on up to the Oval Office. Along the way, trillions of your dollars are spent, your sons and daughters are sent to war, roads and bridges are build or not build, it gets easier or harder to find a job, and thousands of decisions are made that come, not just up to your front door, but into your house.

All of us touch the top of democracy’s plant, but we live near its roots.

Oh sure, you can vote for president and help decide if the country will turn left or right, but it’s just as important to vote for the people who will decide how the school budget will get spent, how your kids will be educated, and how fast the firefighters can make in to your house,

And, if you are full of ideas and convictions, as everyone is these days, why don’t you run for office?

You know what you believe. You know what you want. You know what you’d do if you were elected.

Vote. Run for office.

Democracy is yours. Use it, or lose it.

@Spinola64

 

A democracia começa a nível local; envolva-se!

Vivemos na era das opiniões fortes, das queixas, da argumentação e do protesto. Vivemos na era dos conservadores intransigentes e dos liberais que nao desistem.

Nós, o povo.

Vivemos na era em que lutamos pelas nossas convicções no Facebook ou ligamos para a linha aberta da rádio para expressarmos anonimamente as nossas opiniões.

Em geral, não nos candidatamos a eleicões e não votamos.

A democracia é como uma planta alta, que cresce a partir do governo municipal e se propaga através da Casa Estadual para o Congresso até à sala oval da Casa Branca. Ao longo dessa trajectória, são gastos triliões de dólares, os seus filhos e filhas são enviados para a guerra, as estradas e pontes são ou não construídas, fica mais fácil ou mais difícil encontrar emprego, e são tomadas milhares de decisões que vão afectá-lo a si ou a sua família.

Todos nós tocamos o topo da planta da democracia, mas acabamos por viver junto às raízes.

Já se sabe que pode votar nas eleições presidenciais e ajudar a decidir se o país vai virar à esquerda ou à direita, mas é igualment importante votar nas pessoas que vão decidir como o orçamento escolar irá ser gasto, como os seus filhos irão ser educados e quão rápido os bombeiros podem chegar a sua casa.

E, se está cheio de ideias e de convicções, como todos estão hoje em dia, por que nao apresenta a sua candidatura?

Conhece as suas convicções, sabe o que quer e o que faria se fosse eleito.

Vote. Candidate-se.

A democracia é sua. Use-a ou perca-a!

@Spinola64

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: