Home / Blogs / Agnelo Montrond / Labanta brasu bu grita: Kabuverdi, Valeu a pena a independencia!

Labanta brasu bu grita: Kabuverdi, Valeu a pena a independencia!


Nos Kabuverdi di 40: Nos Amor, Nos Fé, Nos Luta «Nu ta sinti filis di ter nasidu kabuverdianu», obrigadu Amilcar Cabral

5thJuly1975-raising-the-flag

Hoje, dia 5 de Julho de 2015, celebra-se nas ilhas de Cabo Verde e na diáspora, o quadragésimo aniversário da nossa independência, sob o lema: Kabuverdi, Nha amor, Nha fé, Nha Luta. E temos razões que sobram para celebrarmos essa efeméride com pompa e circunstancia. De país que parecia inviável já auguramos fazer do nosso Cabo Verde um país desenvolvido no horizonte 2030.

5 de Julho de 1975 é inequivocamente o marco maior na história de Cabo Verde: assinala o fim da colonização e o início da nossa autodeterminação e entrega para a conquista da nossa autonomia e soberania; consubstancia a abolição da exploração do homem pelo homem e a firme aposta nos nossos recursos humanos, o nosso petróleo e o nosso diamante; deu luz ao nobre cabo-verdiano livre e independente y el po-nu na kaminhu abertu pa filisidadi di nos identidadi.

Ku indipensensia trabadja pa algen txiga fin. Nha genti fórti trabadja pa algen, fórti trabadja pa Portugal, fórti trabadja pa Metrópuli kaba y nu kumesa ta trabadja pa nos térra Kabuverdi, pa nos independênsia ikunómiku y pa konsolidason di nos dimokrasia. Sima ki «Matxu Russu», konpozitor y múziku Antero Simas, fla: «vontadi férru e’ poi na nos petu y gostu pa luta e’ poi na nos brasus».

A Luta armada superiormente liderada pelo imortal herói e fundador da nossa nacionalidade Amílcar Lopes Cabral fecundou e promoveu o nosso orgulho de ser cabo-verdiano. Y nu ta sinti filis di ternasidu kabuverdianu. Obrigadu Amílcar Cabral. Nu ta kontinua ta trabadja pa kel Kabuverdi di busonhus.

Como bem disse o poeta: ilha a ilha, dor a dor, amor a amor, vai construindo no nosso país, a paz, a estabilidade, a democracia, e o progresso.

PAICV ten un papel fundamental na tudu es kuzas li. PAICV da Kabuverdi midjor y maior prizenti ki un forsa pulitiku pode da-l y ka pode ten otu igual: PAICV transforma rostu y korpu di Kabuverdi ki oji ten luz pa tudu kutélu y na tudu rubera; ki oji ten strada asfaltadu; ten txeu portus, y txeu aeroportus, ten un monti di skólas,di ospital, nu ten barraji, túnel, aeronegósiu, agrikultura, servisus, indústria, etc. Nu ten un pasadu ki é orgulhu di nos tudu. Nos é garantia di un futuru rizonhu pa Kabuverdi

 

Labanta brasu bu grita kabuverdi Nha Amor

Labanta brasu bu grita kabuverdi Nha Fé

Labanta brasu bu grita kabuverdi Nha Luta

Labanta brasu bu grita: Kabuverdi, Valeu a pena a independencia

 

A data é ideal para prestar uma justa e merecida homenagem a Amílcar Cabral, Aristides Maria Pereira, Pedro Pires e aos demais combatentes da liberdade da Pátria.

 

Por Agnelo A Montrond, USA

 

 

Facebook Comments
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: