Home / Cabo Verde / Ministério da Cultura é a do Governo: somos contra a implantação do mercado provisório frente ao memorial.

Ministério da Cultura é a do Governo: somos contra a implantação do mercado provisório frente ao memorial.


Ministério Cultura Cv: Nota de esclarecimento sobre o memorial Amílcar Cabral

A posição do Ministério da Cultura é a do Governo: somos contra a implantação do mercado provisório frente ao memorial.
O Ministro manifestou-o publicamente em Janeiro deste ano e afirmou que, se a Câmara avançasse para essa solução, medidas seriam tomadas. Assim, o Ministério da Cultura, através do Instituto do Património Cultural, IPC, encetou vários contactos com a Câmara, fez reuniões com o Gabinete técnico e reagiu por escrito, recomendando a não colocação do mercado, em sinal de respeito pela memória de Amílcar Cabral e pelo monumento nacional, embora o terreno seja da Câmara.
Contrariamente a isso, a Câmara começou as obras. O IPC solicitou um embargo judicial junto do Tribunal da Praia. O Tribunal entendeu que não há motivos para o embargo, decisão contestada pelo IPC a que, prontamente, recorreu, reforçando a posição contra a construção do mercado frente ao Memorial.
Quando o Ministro se referiu no programa “A Entrevista”, no passado 09 de Junho (veja aqui: http://goo.gl/f9M1Gx) que o assunto fora tratado tecnicamente, a isso se referia.
Num Estado de Direito Democrático, o Governo já fez tudo o que a lei lhe permite, não lhe restando senão conviver com a situação e manifestar a sua indignação, juntando a sua voz às de centenas de pessoas que se posicionam contra o mercado no local.

 

A Entrevista: “Comemorações do 5 de Julho de 2015” [09 Junho 2015] (3/3) Mário Lúcio Sousa, Presidente da Comissão Executiva das Comemorações dos 40 Anos da independência Nacional e Ministro da Cultura Pela jornalista, Maria da Luz Neves

Facebook Comments
Print Friendly, PDF & Email
Download PDF
Google+
%d bloggers like this: